Notícias
28 junho de 2018

Fontana cobra duplicação da BR-290 e critica abandono de obras de infraestrutura

O deputado Henrique Lula Fontana (PT-RS) usou a tribuna da Câmara nesta terça-feira (26) para denunciar a situação “absurda” que o nosso País está vivendo de abandono das obras de infraestrutura rodoviária, ferroviária e também de transporte hidroviário tão necessárias para o Brasil. “Como presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Retomada das Obras e da Aceleração das Obras de Duplicação da BR-290, venho aqui mais uma vez em busca de solução para a retomada dessa obra”.

A rodovia (BR-290) é a chamada Rodovia do Mercosul porque liga o Brasil, a Argentina, o Chile. Ela é uma rodovia prevista, na sua totalidade, para uma ligação bioceânica. Fontana informou que está solicitando audiência com o presidente da República, Michel Temer, e com o ministro dos Transportes, Valter Casimiro Silveira. “Essa rodovia não pode continuar parada. Ela é essencial para o desenvolvimento do Rio Grande e para o desenvolvimento do Mercosul”, afirmou.

Henrique Fontana participou na manhã da última segunda-feira (25) de audiência pública da Frente Parlamentar na Câmara Municipal de Vereadores, em Cachoeira do Sul. Ele explicou que a cidade, que fica em posição estratégica, depende muito da duplicação da BR-290. “Aliás, depende e se beneficiará muito desses três modais de transporte para os quais, durante os governos Lula e Dilma, nós tínhamos uma política definida e que estava em curso”, lembrou.

Ele citou a implantação da Hidrovia do Mercosul, que ligará o Uruguai, passando pela Lagoa Mirim, Lagoa dos Patos, a Porto Alegre, ao Porto de Estrela. “Essa é uma obra de infraestrutura extremamente importante para o transporte do nosso estado, frisou. Destacou ainda que a Ferrovia Norte-Sul, que passará por Cachoeira do Sul, está totalmente paralisada na direção Sul do País, para chegar ao porto de Rio Grande.

“A minha denúncia maior é sobre essa obra rodoviária que tem um custo estimado de R$ 748 milhões para ser duplicada de Eldorado do Sul até Pantano Grande. E, pasmem, nesse orçamento de 2018, não há nenhum centavo previsto para essa obra, que está praticamente paralisada”, lamentou.

O deputado Henrique Fontana informou ainda que existem restos a pagar do orçamento de 2017 para essa duplicação. “E, mais grave do que isso, a LDO, enviada pelo governo Temer para esta Casa, não prevê investimentos à obra da BR-290”, protestou.

 

Vânia Rodrigues / PT na Câmara

Foto: Gustavo Bezerra / PT na Câmara